Featured

A grande caldeirada

caldeirão

Estamos numa grande cadeirada ideológica. A dita esquerda moderada governa-nos com os tiques estalinistas, maoistas e sem lá que mais… Uma grande caldeirada de ideias e idiotas que pensam ter ideias para um país mais justo. A dívida pública não para de aumentar, e estes iluminados, fazem querer aos portugueses que nunca vão ser chamados a pagar. Já tivemos três resgates e por este caminhar cedo virá outro, que os socialistas não vão ter a quem deitar as culpas.

Como exemplo da foto, esta caldeirada que nos governa a troca de favores da esquerda radical merecia um banho de calda de sulfato para termos uma colheita mais justa nos próximos anos. À que sulfatar esta geringonça perdida no estado de graça que Marcelo Rebelo de Sousa vai alimentando como nada se passasse.

Resguarde-se as nossa economias, porque os especialistas em gastar papel (PS), não investem nos cuidados de saúde, na educação, na segurança social. Assim é fácil cumprir metas orçamentais para Bruxelas, sem investimento público, e o país a ficar cada vez mais pobre, muita pobreza nas famílias. Não são rosas Senhor, é o pão que o povo precisa, são dois milhões de necessitados, meu Senhor…

O ressabiado jornalista da esquerda

http://www.publico.pt/2015/06/05/culturaipsilon/noticia/o-estalinista-e-a-sua-musa-1697781

Este jornalista, António Guerreiro, não sabe do que fala, uma ignorância total sobre Isabel da Nóbrega, graças a Deus ainda viva.
Quem deu ser a José Saramago foi mesmo Isabel da Nóbrega, que se tinha apaixonado por este irreverente estalinista. Memorial do Convento foi dedicado a Isabel da Nóbrega, isso nem mesmo Pilar del Rio pode-o negar. Saramago adulterou a dedicatória levianamente. Isso nunca a história o vai poder apagar. Para quem já leu vários livros de Isabel da Nóbrega, como eu, Ela sim a mais autentica musa inspiradora de Saramago, havendo mesmo quem diga que Isabel da Nóbrega ajudou Saramago a escrever o livro.
Portanto Senhor Jornalista, não adultere as sensibilidades verdadeiras

 

As Lapas

2189465

Depois da tragédia de Pedrogão Grande, se vê quanto o Partido Socialista é falso e sem vergonha. Poderei mesmo dizer: – Comete crimes por negligência, baralha o povo e quer que a culpa morra solteira. É destas lapas que não largam o poder que Portugal tem de se libertar, ou então partimos para um anarquismo fanático.

Relatório do INE de 2017 o risco de pobreza efetiva é de 19% da população portuguesa.

pobreza-portugal                                       Foto:https://observatorio-das-desigualdades.com

Segundo o relatório do INE de 2017 o risco de pobreza efetiva é de 19% da população portuguesa. Sobre isto o que dizer? Governo de esquerda ajudado pela extrema esquerda e nada muda? Então o mal não estava na direita, mas sim no desgoverno que tem vindo a acontecer com o partido socialista no poder, que esbanja dinheiro que não é nosso, que não temos e ficamos a dever, aumentando a divida público. Chegando ao cúmulo de um deputado socialista da Assembleia da República dizer: – “Não se paga a dívida!”

O cancro português sempre foi desde a revolução de 1974 da classe política que nos vem governando, ou desgovernando. Privilégios, imunidades e sei lá mais o quê… Podíamos ser hoje a Suíça do Atlântico. Mas não, preferimos dar crédito à classe política onde entram corruptos e vigarista. Não que sejam todos, mas que todos estão lá para defenderem primeiro os seus interesses e depois os do povo português, lá isso é uma verdade. Porque temos no século XXI dois milhões de pobres? Existe alguma explicação válida para este flagelo? A riqueza acumulada pelos grandes grupos económicos, foi ganha justamente, ou à custa da exploração dos trabalhadores? A riqueza produzida em Portugal alguma vez foi bem distribuída?

Isto não tem nada a ver com direita ou esquerda, tem a ver com justiça social e igualdade de direitos e de género. Aqui é que está e sempre esteve o grande problema da nossa sociedade que os políticos não querem abrir mão, e nós, continuamos a votar neles. Burros, somos burros!! Não temos outro nome, aliás até é uma ofensa aos equinos. O poder judicial está completamente minado por uma classe de advogados e juízes que se corrompem nos bastidores a mando de governantes pela socapa.

19% da população em risco iminente de pobreza, fica mal para a Europa Comunitária e para a Zona Euro, e fica mal principalmente para nós que esbanjamos dinheiros comunitários. Claro! Depois não gostam de ouvir o holandês dizer que gastamos o dinheiro em “copos e mulheres”. Quem não é a favor da esquerda e contra a democracia, portanto é marginalizado. Tiques estalinista que nos estão governando, e por hoje cabo por aqui, esperando por mais uma censura económica e institucional que virá a caminho…

Frustação não é verdade senhor burguês?

IMG_1064.JPG

Creio em pessoas humildes que fazem de nós melhores pessoas. Creio no mais pobre dos seres que olha nos nossos olhos e sabe que também queremos ser felizes.
Odeio o burguês, arrogante que se baseia no seu poder monetário para explorar o seu semelhante. Odeio o burro com antrolhos que o obrigam a caminhar num sentido averso à sua esperança.
Gosto daquele que diz-me na cara, com todas as letras, o que sou e o que devia ser. Gosto da mulher escravizada pelo homem bêbado e violento que não tem massa cinzenta. Adoro a gente do campo, simples e amiga.
Nunca me educaram para criar fortuna, criaram – me para amar, para ser sempre melhor pessoa. Criram-me para ser educado com quem sofre porque um dia sou eu, e devo ser humilde suficiente para encarar tal situação.